8 Sugestões para Novos Colecionadores de Vinil

Este é um post dedicado a novos colecionadores. Pessoas como você que têm aquele meio engradado de discos em casa e que ainda nem sabem que se tornaram colecionadores. Ora, uma coleção de duas dúzias de LPs também é uma coleção, certo? E a partir das dicas que separamos, acredite, você vai precisar de mais espaço para guardar seus discos.

O que propomos aqui são 8 sugestões que podem ajudá-lo nos primeiros passos rumo ao garimpo de vinil. São boas práticas chanceladas por colecionadores experientes que nos disseram o que fariam e não fariam se estivessem começando uma coleção hoje.


1.Tenha um sistema para ouvir seus discos


O primeiro passo é adquirir um aparelho para ouvir seus discos, por mais simples que ele seja. Apesar do vinil ser um item que pode ser explorado para além da música, você só vai entender o prazer de curtir seus discos se puder ouví-los na ponta da agulha. Pode parecer uma obviedade, mas temos visto novos colecionadores que, empolgados pelo hype, começaram a comprar discos em vinil e estou abrindo mão do acervo precocemente sem sequer terem ouvido as obras. Além disso, trilhar os discos é a melhor forma de se familiarizar com os defeitos físicos e criar parâmetros para comprar discos melhores.


2. Peça discos de presente


Todo mundo tem na família ou entre amigos alguém com discos parados em casa disposto a fazer uma doação. Ventile a ideia de que está começando a ouvir vinil e certamente ganhará alguns discos. Pode ser que sejam discos comuns ou de artistas que você não goste, mas se ganhar um ou dois que lhe interessam, valeu a pena.


3. Liste os disco que estarão no seu radar


Quais os discos você gostaria de ter em vinil? Quais suas prioridades? Ter isso em mente vai ajudá-lo quando, por exemplo, entrar numa loja de vinil imensa e não saber por onde começar a olhar. Ou ainda, quando um vendedor online perguntar que tipo de disco está procurando. É sempre útil ter sua wish list como ponto de partida.


4. Compre discos básicos do seu estilo preferido


Nada melhor do que ouvir em vinil obras que vão soar bem aos seus ouvidos. Podem ser discos com os quais já tem intimidade, uma coletânea ou algum desconhecido que resolveu se aventurar a ouvir. O importante é que seja de um estilo musical ou de um artista que você goste. A ideia por trás dessa dica é que você evite ouvir em vinil apenas aquela coleção de Julio Iglesias que ganhou da sua tia-avó, porque é tudo o que tem à disposição. Além do mais, a chance de se arrepender dessas compras é quase nula.


5. Compre samba em loja especializada em punk


A melhor forma de comprar discos a um bom preço é dando a limpa em obras perdidas em lojas especializadas. Não são raras as bancas de jazz em lojas de rock, por exemplo, mas também é muito comum que você encontre bons discos subestimados como velha guarda, trilha sonora, música infantil etc. Muitas vezes o vendedor precifica o disco abaixo do mercado para desfazer de itens que não fazem parte do perfil da loja.


6. Conheça as lojas, feiras e vendedores da sua região


Relacionar-se com vendedores, seja ele lojista ou autônomo, é uma ótima forma de conseguir arrematar discos que interessam. À medida que ganha intimidade com o comerciante, ele pode começar a indicar discos que você deixaria passar batido. E aqui vale a máxima: é preciso sujar as mãos no garimpo. Assim como as lojas físicas, as feiras de discos são um ótimo lugar para encontrar discos mais raros e fazer negociações vantajosas.


7. Armazene seus discos adequadamente


Nunca é demais lembrar que os discos devem ser guardados na vertical, perpendiculares à prateleira. Qualquer inclinação, por mais ligeira que seja pode empenar seus discos se o peso for excessivo. Mesmo que você tenha apenas meia dúzia deles, acostume-se a não deixar discos empilhados ou exposto em ambientes onde possam sofrer ações do calor, como a luz direta do sol ou até mesmo a temperatura do próprio receiver.


8. Catalogue seu acervo desde o início


Uma prática que pode ser muito útil no futuro é a de cadastrar seus discos, seja numa planilha pessoal, seja em sites especializados. Isso porque, a partir de determinado volume você vai ter dificuldade para saber até mesmo se tem ou não determinado álbum. Para coleções muito grandes, melhor ainda se conseguir sistematizar a localização do disco no armário, seja por ordem alfabética ou por coordenadas.


Esperamos que as dicas tenham ajudado. Fique ligado que, em breve, o atualizaremos com novas dicas sobre manutenção e conservação de acervo. Boa audição!


©2021 por Phono Brasil. Marca registrada. É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações, por qualquer meio, sem prévia autorização.