top of page

Anelis Assumpção e Augusta Barna protagonizam encontro de gerações

Em uma das noites mais aguardadas do mês de maio na Autêntica, o público que encheu a casa saiu positivamente impressionado com os shows da jovem cantora Augusta Barna e a estrela da noite: Anelis Assumpção. A presença feminina foi arrematada pela sempre eloquente DJ Josie comandando um set que amarrou muito bem os intervalos.


Fotos: Alexandre Biciati

Transpirando simpatia e com o primeiro disco debaixo do braço, a mineira Augusta Barna subiu no palco para apresentar o recente trabalho, Sangria Desatada (2022). Muito à vontade, Barna precisou de pouco para mostrar porque é um dos nomes mais promissores da novíssima MPB. Com carreira iniciada em 2021, a artista tem colecionado elogios por onde passa e sua performance faz jus à fama.



Como quem prefere se mostrar aos poucos, a cada música Augusta revelava uma característica do seu talento e conseguiu, durante quase uma hora, mostrar toda a versatilidade e propriedade artística que impactam pela leveza e expressão.


Logo no início do show, Barna pediu licença para retirar o salto. E os “pés no chão” não soaram como mera alegoria, haja vista a segurança com que desfilou ousados arranjos vocais.



Do recém-lançado disco, que conquistou prêmios importantes como Prêmio Flávio Henrique na categoria Melhor Álbum, vieram oito canções como o single “Acaju”, “Apaga a Luz”, “Olhares”, “Desobedeça”, “Fica Só” e a faixa título. Houve espaço para outras músicas de trabalho como “Sem Oferta” e “Mineirim” e a recente “Poeira” que encerrou de forma calorosa a apresentação.



Ao longo de um set de 13 músicas, que passeiam por estilos como trip hop, jazz, samba e MPB, Augusta Barna esbanjou sorrisos que cativaram o público. Dosando temas que flertam com o romance e a desilusão, ainda cavou espaço para contar inspiradas histórias pessoais e recitou “Fábula de Um Coração”, texto autoral que ganhou a atenção e rendeu aplausos. Ao final da apresentação Barna, e sua também jovem banda, foram ovacionados por um público nitidamente impressionado.


Na sequência foi a vez da aguardada volta de Anelis Assumpção aos palcos mineiros. A apresentação fez parte da turnê de promoção de Sal, seu elogiado novo disco. O álbum figurou em diversas listas de melhores de 2022, rendendo prêmios como o APCA de Melhor Produção. Em Sal, Anelis dialoga sua sonoridade com o suprassumo da música negra, tendo o reggae, o dub e o afrobeat como força motriz. Suas letras verbalizam o cotidiano abordando, essencialmente, o universo feminino na contemporaneidade.




Escudada por uma fluente banda, Anelis, que esbanjou ousadia com um figurino flamejante, manteve o público aceso e cantando em uníssono boa parte do set. Ao longo de pouco mais de uma hora, a cantora mesclou músicas de todas as fases de sua carreira. De imediato, lançou a tríade “Uva Niágara”, “Benta” e “Violeta Blue”, presentes no novo trabalho. O set seguiu, intercalando novas canções e hits de álbuns anteriores.




Do disco Anelis Assumpção e Os Amigos Imaginários (2014) vieram as faixas “Eu Gosto Assim”, um dos pontos altos da noite, “Devaneios” e “Toc Toc Toc”. Já do trabalho seguinte, Taurina (2018) as canções selecionadas foram “Moela” e “Chá de Jasmim”. O single “Not Falling” foi o encarregado em colocar ponto final na apresentação que contou ainda com momento inesperado. Para o bis, Anelis desceu até a pista e sentiu de perto o calor do público que aproveitou, claro, para registrar o momento especial.




Dotada de uma presença singular onde podemos atribuir o berço artístico e a suntuosa proposta de trabalho, Anelis Assumpção atendeu às expectativas dos fãs mais exigentes ao compartilhar grandes hits, fazendo um show completo. Augusta Barna, por sua vez, surpreendeu os curiosos e desavisados e novamente chancelou a sobriedade de um trabalho que soa moderno, mas flerta com propostas tradicionais da música brasileira.



Mais uma vez a Autêntica cumpriu com louvor a proposta de reunir na mesma noite duas cantoras distintas, sendo, uma artista local da nova cena e uma veterana da Penha em plena forma. Um encontro de gerações apropriado e sempre bem-vindo.



62 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page